Pixel Up segunda-feira, 12 de abril de 2010




É um exemplo típico de campanhas publicitárias assentes na premissa “sexo vende”. Devemos ter em atenção que é uma marca que joga bastante com este tema, por vezes de forma directa e um pouco agressiva como é caso destes anúncios destinados à agente masculina. Neles podemos ver uma forte componente sensual, sexual e erótica.







Imagem disponível aqui




Imagem disponível aqui


Imagem disponível aqui

São trabalhos do fotógrafo Terry Richardson que também colaborou com o grupo Benetton para a marca Sisley. O que não podemos negar é que, de facto, são publicidades que chamam atenção. É caso para dizer LIKE IT or HATE IT.
É verdade que se trata de um produto dirigido aos homens, mas será indispensável recorrer a este tipo de imagens? É a pergunta que lanço ao ar…




Nathalie Grandinho

7 comentários:

Cristina disse...

Nathalie, este post, por acaso, foi inspirado nas Jornadas de Comunicação??
Sendo ou não, parece-me pertinente pensar a questão que deixaste... Se será ou não necessário recorrer a este tipo de imagens para vender um produto... Aliás, lembrei-me de uma aula de RP em que falamos nesta questão, como sendo, por vezes, um dos excessos da criação publicitária.
Em todo o caso, é um assunto interessante para reflectir. Boa escolha!!

JFS disse...

Não acho que seja indispensável, contudo a marca Tom Ford é conhecida pela ousadia do próprio criador.

Não gosto particularmente da campanha pela sua sexualidade agressiva e demasiado fácil.

No entanto, congratulo este post pela consciência de que existem campanhas deste tipo que levantam polémica e despertam nas pessoas variadas reacções.

Bom trabalho!

Pixel Up disse...

Por acaso não foi inspirado nas Jornadas, simplesmente penso que a sexualidade, sendo um dos instintos básicos do Homem, tende a ser explorado de forma exaustiva e, por vezes, muito directa.
É um tópico que, na minha opinião, merece ser reflectido e discutido.

Fico contente pelo interesse e grata pelo contibuto construtivo.
Voltem sempre =)

Pedro Vale disse...

Nathalie, de facto tens razão naquilo que dizes no teu texto acerca deste trabalho fotográfico. Cada vez mais, os meus de comunicação dão a conhecernos este tipo de publicidade, contudo, na minha opinião, este tipo de trabalhos reflecte um pouco uma ideia machista e descriminatória que pode provocar um certo impacto social para quem estiver atento. Isto pelo simples facto de a mulher ser instrumentalizade e usada como uma espécie de objecto e além do mais, as imagens que se vendem, são de mulheres perto da linhagem dita "perfeita", banalizando assim a imagem de outras mulheres que não se assemelham a tal.

Elsa Sousa disse...

Parabéns, é um tema aliciante de ser debatido, pois, o sexo é uma excelente forma de vender e de fazer boa publicidade, sobretudo, para homens, que se deixam aliciar, muito facilmente, por imagens de mulheres bonitas. Pois publicidades tão exuberantes só com uma mulher!!

bjinhos***

e continuação de um bom trabalho para o grupo ;)

le mauvais garçon disse...

este comentário vai para aquela pessoa chamada Cristina: a publicidade do 'mundo Tom Ford' é simplesmente arte. não precisa de recorrer ao sex explicit para vender. isto é arte.

Cristina disse...

Ricardo, a "pessoa chamada Cristina" respeita a tua opinião. És livre de gostar das publicidades anteriores, sejam elas sinónimo de ousadia, uma forma de arte, ou apenas imagens... Já eu, entendo que não era necessário tanto... Ok??

Enviar um comentário